Tags

, , , , , , ,

Hoje tenho a honra de iniciar mais uma série de posts aqui no nosso blog: nossa intenção a partir de agora é, mensalmente, fazer uma pergunta a nós três, relativa aos livros, nossas leituras e modos de ler. E aqui vai a primeira pergunta que eu joguei para que nós três respondêssemos:

Que livro você recomendaria para uma viagem?

Pensei nessa pergunta ao me ver justamente com essa questão em mente. Apenas para esclarecer: neste exato momento estou vivenciando não apenas a experiência de uma viagem, mas sim a a oportunidade de estar em intercâmbio em outro país. Daí o porquê dessa pergunta. Agora vem com a gente ver as nossas respostas:

Shin
A hora da estrela, de Clarice Lispector

Embora essa pergunta não tenha uma única resposta, mesmo se tratando da minha opinião, eu achei muito difícil responder e ainda mais achar efetivamente um livro para me acompanhar nesse princípio de viagem. O escolhi de fato e o recomendo por sua concisão e capacidade de amplificar o olhar sobre as coisas mais simples que estão ao nosso redor. É extremamente difícil falar desse livro para mim, pois temos toda uma história, exatamente de uma viagem e conhecimento, mas exatamente por isso o escolhi como companheiro, além de ser também um dos meus livros favoritos e ser uma obra que há muitos anos eu não lia. Ou seja, além da recomendação objetiva que faço, no fim das contas eu recomendaria um livro que seja especial para você, e então devolvo a pergunta a vocês, nossos leitores.

– x – x – x –

Juliana
O Senhor dos Anéis, de J.R.R. Tolkien

Eu ia falar sobre On The Road, mas depois achei que seria muito óbvio. Ao colocar a cabeça pra funcionar, lembrei de uma viagem que fiz alguns anos atrás, quando li pela segunda vez O Senhor dos Anéis. Ah, mas todo mundo conhece! Todo mundo viu os filmes! Exato, todo mundo viu. Mas garanto que BOA parte não chegou perto do livro. Além da grossura bíblica, O Senhor dos Anéis tem uma linguagem extremamente detalhada que assusta muita gente. É por isso que continuo recomendando o livro pra todo mundo! É muito gostoso estar em terras distantes enquanto acompanha a Sociedade do Anel viajando pela Terra Média. É muito legal olhar pela janela do carro e se sentir no clima de uma jornada épica, ou quem sabe até, imaginar uns seres baixinhos de pés cabeludos cruzando o horizonte. E não faltam paisagens e aventuras em 1228 páginas, pode ter certeza.

– x – x – x –

Gabriela
Aventuras de Alice no País das Maravilhas, de Lewis Carroll

Porque talvez não exista um livro sobre viagem mais original que este. Apesar de todas as maluquices e nonsense, ele fala de uma menina que saí de seu ambiente familiar e vai parar num mundo estranho onde não conhece ninguém e precisa reaprender todas as regras de convivência. Em um grau menor, é isso que precisamos fazer todas as vezes que saímos dos locais em que estamos acostumados. Uma razão mais prática é o fato de que o livro é sempre novo, não importa quantas vezes você o leia, sempre vai achar algo novo e por isso ele pode ser lido várias vezes na viagem sem enjoar.

Anúncios