Tags

, , , , , ,

Depois de meses e muitos posts, aqui estou eu a iniciar minhas postagens. Eu já falei um pouco de mim no nosso “about“, mas acho que faltou muito a dizer, de uma maneira mais íntima digamos. Sei que não é com um simples post que vou conseguir converter tudo isso, mas acho bacana retomar um pouco a razão da existência desse blog (que para mim resume tudo o que e como quero escrever aqui): tudo surgiu bem naturalmente, de tardes cheias de conversas agradáveis e macias na casa de Gabriela, conversas sobre milhares de coisas, mas sempre com um bom espaço para os livros que cada um leu, gostaria de ler, de como nos marcaram etc.

Por que estou falando tudo isso? Porque daí surge minha intenção de sempre escrever aqui de uma maneira informal, sem grandes jargões, termos, teorias… Quero simplesmente expor a estante da minha casa, então puxe a cadeira, sente-se e se aconchegue. 🙂

Bom, e para não dizer que não falei de flores, opa, de livros, queria começar a falar de uma coisa que anda me interessando muito: o leitor. Existem diversas teorias muito bacanas que tratam sobre o(s) leitor(es) e suas práticas, e até acho que um dia eu falo mais sobre isso, mas neste primeiro momento eu queria apenas plantar a semente para que todos nós pensemos: que leitor somos nós?

Acho que é uma pergunta muito difícil e complexa, que exige bastante para ser respondida, pois no fundo sabemos que leitor somos nós, mas na hora de colocar no papel… é uma coisa muito louca! Eu mesmo estava tentando fazer isso agora, para postar aqui, mas não deu. Travei.

E eu penso que é essencial para todos sabermos que leitor somos nós (para quem escreve, para os outros que lêem, para os que pesquisam, para os que criticam e para nós mesmos): qual é a nossa história? Pora quais livros passamos? Quais páginas nos marcaram? Onde começamos, paramos, recomeçamos, tropeçamos, desistimos, persistimos? Como toda essa história está intimamente conectada com todo o resto da nossa vida, com nossos gostos, opiniões e interpretações do mundo e dos livros?

Vamos explorar esse mundo? 🙂

Acho muito chato quando não tem nenhuma imagem no post, então achei essa foto que tirei ano passado, de uns livros que eu tinha começado a ler e parei bem na metade! É, às vezes acontece…

Anúncios